in ,

Pandemia de coronavírus faz Justiça dos EUA libertar Marin

José Maria Marin, 87, ganhou liberdade em meio à pandemia do novo coronavírus. Nesta segunda-feira (30), a Justiça norte-americana concedeu liberação antecipada ao ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), detido em uma prisão federal dos Estados Unidos por crimes de corrupção ligados à sua atuação como dirigente.

Em sua decisão, a juíza Pamela Chen citou a idade de Marin, sua “saúde significativamente deteriorada” e “o risco elevado de graves consequências para a saúde devido ao atual surto de Covid-19”. O pedido havia sido feito pelos advogados do brasileiro no domingo (29).

Marin está na penitenciária de segurança máxima de Allenwood, no estado da Pensilvânia. Lá foi registrado ao menos um caso de detento infectado pelo coronavírus, o que levou os promotores do caso a concordarem com a argumentação para a redução da pena.

A decisão reduz em um ano e dois meses a pena do ex-dirigente, condenado em dezembro de 2017 a 41 meses de prisão. A previsão era que ele permanecesse detido, portanto, até maio de 2021, mas ele deverá ser liberado nos próximos dias e pretende retornar ao Brasil.

José Maria Marin foi considerado culpado de seis dos sete crimes pelos quais fora acusado. Integrar organização criminosa, cometer fraude bancária (três veze

 » Read More

Report

What do you think?

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Loading…

0

What to Look for in a Pediatrician? (wrytin.com)

HP0-Y52 Braindumps to Pass HP0-Y52 Exam in Only One Day