in ,

Goleiros são maiores prejudicados com parada do futebol, diz Taffarel

Após os anúncios de que as ligas nacionais de Espanha, Inglaterra e Itália irão retomar suas disputas neste mês de junho, os clubes que disputam essas competições já trabalham com planos para recuperar a normalidade dos treinos e a condição física necessária de cada jogador para o futebol competitivo.

Nessa corrida contra o tempo, atletas estão tendo de readequar o corpo e a mente para as cargas de treinamento a que estavam acostumados há mais de dois meses, quando o futebol parou em razão da pandemia.

Na opinião de Taffarel, preparador de goleiros da seleção brasileira, os jogadores que mais sentirão os efeitos da parada serão justamente os donos da camisa 1.

“O jogador de linha faz um reforço, uma corrida e consegue manter essa preparação física. O goleiro perde muito, porque ele não tem a referência de um chute, de uma posição no gol, então vai sofrer bastante na volta. Tem que intensificar os treinamentos, com bons trabalhos, para recuperar tudo”, diz Taffarel, 54, à Folha.

Titular da seleção, o goleiro Alisson, 27, voltou aos treinos com o Liverpool no início de maio, quando os clubes da Premier League foram autorizados a retomar as atividades, desde que os atletas trabalhassem individualmente.

Reserva de Alisson no Brasil, Ederson, atual bicampeão do torneio com o Manchester City, também voltou a pisar no gramado para trabalhar com a comissão técnica da equipe.

Na semana passada, a elite inglesa deu mais um passo rumo ao retorno, com a liga permitindo o contato físico entre jogadores nos treinamentos.

Por conta de uma lesão no quadril sofrida em um treino do Liverpool, Alisson havia ficado fora da convocação para a estreia do Brasil nas eliminatórias, contra o Peru, adiada em razão da pandemia da Covid-19.

Na lista do técnico Tite, além de Ederson, 26, foram convocados Weverton, 32, goleiro titular do Palmeiras, e o jovem Ivan, 22, da Ponte Preta.

A dupla que atua no futebol paulista ainda espera pela autorização para a volta dos treinamentos com seus respectivos clubes.

Taffarel conta que tem mantido contato com os goleiros da seleção, mas que as limitações impostas pela pandemia não permitem direcionar o trabalho ou fazer uma observação minuciosa dos atletas.

“Tenho falado com o Alison, com o Weverton falo de vez em quando. Mas não dá para ficar acompanhando muito eles. Vai chegar um momento em que irão voltar aos treinamentos, aí sim, reinicia-se esse acompanhamento. Até pessoalmente”, afirma o ex-goleiro.

Apesar da quarentena, Taffarel teve motivo para comemorar no mês de maio. No dia 17, o Galatasaray, da Turquia, celebrou os 20 anos do título da Copa da Uefa (hoje Europa League) sobre o Arsenal, conquista que teve o brasileiro como um dos heróis.

Após empate em 0 a 0 no tempo normal, a final disputada em Copenhagen foi para a prorrogação. No regulamento do torneio, havia o gol de ouro,

 » Read More

Report

What do you think?

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Loading…

0

Doc's Secret: 5 Foods That Boost Your Immune System

Confused about which compensation plan to choose for your MLM business?