in ,

Apesar da pandemia, segundo semestre terá eleições olímpicas

Com raras competições confirmadas neste segundo semestre em consequência das alegadas medidas protetivas contra a pandemia de coronavírus, inclusive o adiamento da Olimpíada de Tóquio-2020 para o ano que vem, o esporte olímpico brasileiro volta suas atenções para a eleição de dirigentes em importantes setores da sua administração.

O COB (Comitê Olímpico do Brasil) abriu nesta segunda (10) o processo de candidatura para presidente, vice, representantes das confederações e membro independente do seu Conselho de Administração. O prazo vai até 8 de setembro e a eleição acontecerá no último trimestre deste ano, em data a ser definida.

O atual presidente da entidade, Paulo Wanderley, é candidato à reeleição. Também deve disputar a presidência o advogado Alberto Murray, um apaixonado pelo olimpismo. Dificilmente surgirá outra candidatura.

Há ainda importante pleito na área dos atletas, agendado para o período do próximo dia 24 ao 28, quando serão escolhidos os 25 integrantes da Comissão de Atletas para o ciclo 2021-2024. Dezenove deles poderão votar nas assembleias do COB.

Setenta e duas candidaturas foram pré-aprovadas, das quais 58 (33 mulheres e 25 homens) são de competidores que participaram dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, Sochi- 2014, Rio-2016 ou PyeongChang-2018.

Para quatro das vagas, estão pré-inscritos 14 interessados (10 homens e 4 mulheres) que disputaram Jogos anteriores ao citados no parágrafo acima.

A Comissão de Atletas engatinha, mas veja um exemplo da importância que representa: o governo federal anunciou na semana passada o cancelamento do edital do Bolsa Atleta de 2020. Perdem com a medida os atletas olímpicos e paratletas que sonham com uma boa performance em Tóquio, ano que vem.

Atualmente, 6.357 esportistas do país recebem o Bolsa Atleta, a um custo anual de R$ 85,7 milhões, incentivo primordial em ano pré-olímpico. Por isso, os atletas precisam ganhar força para pressionar em decisões desse tipo.
.
O COB, através de nota à imprensa, reconhece a relevância da Comissão de Atletas, que tem como objetivos estabelecer um ambiente de discussão e oferecer sugestões, recomendações ou informações sobre quaisquer assuntos relacionados com o Movimento Olímpico; representar os direitos e interesses dos atletas olímpicos; incentivar a presença feminina no esporte; e apoiar o desenvolvimento da educação dos jovens através do esporte.

Além disso, comissão assume a responsabilidade de examinar questões relativas aos atletas olímpicos; manter contato constante com outras comissões de atletas nacionais e internacionais; apresentar sugestões nas questões referentes ao controle de dopagem; fazer indicação para eleição da Comissão de Atletas do COI (Comitê Olímpico Internacional).

O número de modalidades representadas na eleição (25) dá uma ideia da movimentação. O atletismo tem mais ca

 » Read More

Report

What do you think?

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Loading…

0

Review of Fair & White Body Lotion and Exfoliating Soap

Love Marriage Kundli Prediction