Morreu nesta quinta-feira (14), aos 82 anos, o ex-presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) Coaracy Nunes Filho. A causa da morte não foi divulgada. O dirigente, que comandou a entidade de 1988 a 2017, sofria de diabetes, hidrocefalia e mal de Alzheimer.

Ele, que estava internado desde abril em um hospital do Rio de Janeiro, chegou a receber diagnóstico postivo de Covid-19, mas exame posterior apresentou resultado negativo para a doença, segundo relato de Luciana Nunes, filha de Coaracy.

De acordo com ela, o pai não despertou mais desde que passou por uma cirurgia para alívio da pressão intracraniana na semana passada e teve a morte confirmada nesta quinta.

“Neste momento de dor, o COB se solidariza com familiares e amigos de Coaracy Nunes Filho e toda a comunidade aquática do país”, disse em nota o Comitê Olímpico do Brasil.

Filho de um ex-deputado federal pelo Amapá, Nunes foi diretor de esportes olímpicos do Fluminense nos anos 1980 e vice da Federação Aquática do Estado do Rio de Janeiro. Na mesma década, candidatou-se para a presidência da então CBN (Confederação Brasileira de Natação).

Perdeu o pleito para Ruben Marcio Dinard, mas uma intervenção federal anulou as eleições e ele foi conduzido ao cargo. A primeira eleição de fato para comandar a CBDA –nome que ele deu à entidade assim que assumiu– foi em 1988.

Verborrágico, Nunes contava que fechou o contrato de patrocínio com os Correios, em 1991, por meio de um anúncio publicado em jornal. A parceria foi uma da

 » Read More

close

Log In

Or with username:

Forgot password?

Don't have an account? Register

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Login