O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu nesta terça-feira (19) Rodolfo Landim e Alexandre Campello, mandatários de Flamengo e Vasco, para um almoço no Palácio do Planalto.

A reunião não estava prevista na agenda oficial de Bolsonaro. Até o final da tarde, a Secretaria Especial de Comunicação Social do governo federal não havia informado o motivo do encontro.

Nele, Bolsonaro voltou a manifestar o desejo de ver a retomada do futebol no país, que já ultrapassou a marca de 17 mil mortos pela Covid-19 e ainda não atingiu o pico da doença.

Ele disse a Landim e Campello que isso seria importante para a sociedade e serviria como um passo para a volta à normalidade em meio à pandemia.

No fim de abril, o presidente já havia afirmado que essa decisão não cabe ao governo federal, mas que tanto o Ministério da Saúde quanto a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicariam recomendações para que os jogos voltem a ocorrer, desde que disputados sem a presença de torcida.

Na sequência, o ministério fez várias ressalvas a um guia médico que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) submeteu para análise da pasta com um plano de retomada.

Por causa do coronavírus, o esporte está paralisado no Brasil desde a primeira quinzena de março. Nenhuma federação estadual nem a CBF trabalham neste momento com datas para o retorno de competições.

Poucos países do mundo reiniciaram suas atividades esportivas até agora. No último fim de semana, a Alemanha voltou a ter jogos da Bundesliga, mas sem a presença de público nas partidas e sob um rígido protocolo sanitário.

O país registrou 8.176 mortes por Covid-19 até agora, mas já passou pelo pico do contágio e aos poucos implementa medidas de relaxamento da quarentena.

Outros países europeus liberaram treinamentos nas últimas semanas com a expectativa de a bola voltar a rolar em junho. Todos eles já passaram pelo pico da doença.

Durante o encontro, os dois cartolas se mostraram simpáticos à ideia de retomada do futebol, mas não se comprometeram com uma data para reiniciar os treinamentos. Seus rivais Fluminense e Botafogo têm se posicionado de forma contrária à volta das atividades neste momento.

O Flamengo já realizou uma bateria de exames em que 38 dos 293 testados (13%) entre atletas, membros da comissão técnica, outros funcionários e seus familiares tiveram resultados positivos para o novo coronavírus.

O Vasco montou um protocolo a ser seguido pelos seus funcionários para a retomada de treinos, mas ainda não o colocou em prática.

O prefeito do

 » Read More

No Comments
Comments to: Bolsonaro discute volta do futebol com presidentes de Flamengo e Vasco

Trending Stories

Scope of Fashion Industry Fashion has consistently been recognised to push the limits. With new ideas and trends, fashion has a focus on the future. The fashion industry will see enormous innovation in the upcoming years as modern technology, and changing customer demands and trends will transform the industry. With such stimulation and competition, the […]
close

Log In

Or with username:

Forgot password?

Don't have an account? Register

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Login