Passamos os últimos meses debatendo quando e como o futebol deveria voltar em meio à pandemia do coronavírus no Brasil.

No fim de julho, a CBF anunciou os dias do retorno dos torneios nacionais, ainda que não conseguisse prever se a situação estaria melhor ou não em 8 e 9 de agosto. A entidade não poderia ter sido mais precisa na escolha da data: no fim de semana em que o Brasil atingiu a triste marca de 100 mil mortes, o Campeonato Brasileiro estava de volta.

Seria uma triste coincidência se tudo não fosse tão previsível um mês atrás. Desde o fim de maio, o Brasil registra em média mais de mil mortes por dia pela Covid-19. Era só colocar esses números numa planilha e deixar a máquina fazer a conta —a projeção já em julho nos mostraria isso.

E faz sentido começar um campeonato com a marca de 100 mil vidas perdidas? A resposta foi dada na primeira rodada, com o adiamento de jogos nas Séries A e C e uma partida da Série B acontecendo mesmo após oito atletas de um mesmo time testarem positivo para o coronavírus.

O caso de Goiás e São Paulo é muito simbólico e deveria servir de “protocolo do que não deveria ser feito” durante uma pandemia tão grave. Primeiro, os resultados dos testes dos jogadores do Goiás só ficaram prontos no domingo, dia do jogo, pela manhã —e tinham 10 casos positivos.

Depois, descobriu-se que, entre as inúmeras recomendações da CBF para o retorno do campeonato, não havia nenhuma sobre o que fazer quando 10 atletas de uma mesma equipe são diagnosticados com coronavírus. E para fechar a sequência de absurdos, a decisão de adiamento só veio na hora do apito inicial, quando o São Paulo já estava em campo, pronto para jogar.

A CBF alega que a decisão de adiar foi dela, mas coincidentemente só veio depois que o pedido do Goiás para a não realização do jogo foi acatado pelo STJD. O São Paulo, por sua vez, entrou em campo, mesmo diante de todo o imbróglio que precedia a partida e não se manifestou enquanto não foi confirmado o adiamento.

Uma série de omissõ

 » Read More

No Comments
Comments to: Não haveria forma pior de começar o Brasileiro

Trending Stories

Scope of Fashion Industry Fashion has consistently been recognised to push the limits. With new ideas and trends, fashion has a focus on the future. The fashion industry will see enormous innovation in the upcoming years as modern technology, and changing customer demands and trends will transform the industry. With such stimulation and competition, the […]
close

Log In

Or with username:

Forgot password?

Don't have an account? Register

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Login