A volta do futebol na Europa em meio à pandemia de coronavírus, com as equipes seguindo protocolos sanitários estabelecidos pelos governos e pela cartolagem, parecia um sucesso.

Nada tinha acontecido que pudesse prejudicar, devido à influência da Covid, o desenrolar das competições nas principais praças do velho continente que decidiram pela continuidade —França e Holanda encerraram prematuramente suas ligas nacionais.

A Alemanha concluiu a Bundesliga, e Inglaterra, Portugal e Itália caminham para finalizar seus respectivos campeonatos.

Contudo a Espanha, que retomou as atividades do esporte na segunda semana de junho, encontra-se no momento em uma situação complicada, na segunda divisão –a divisão de elite, com o Real Madrid campeão, terminou normalmente.

Às vésperas da última rodada da Liga Adelante, testes apontaram que uma dezena de jogadores do Fuenlabrada tiveram resultado positivo para coronavírus.

Quatro deles nem viajaram para Corunha, onde a equipe da Grande Madri jogaria na segunda-feira (20) contra o Deportivo La Coruña. Os outros seis descobriram o diagnóstico de Covid apenas após exames na cidade do noroeste da Espanha.

A manutenção da viagem abriu uma polêmica que prossegue em andamento, com indefinição sobre responsabilidades, entre autoridades do governo espanhol, federação de futebol do país, Liga Espanhola e o Fuenlabrada.

Para o Conselho Superior de Desportos (CSD), “a atuação do Fuenlabrada colocou em risco a saúde de seus jogadores e a saúde pública”. De acordo com o órgão governamental, houve quebra no protocolo de segurança sanitária.

Em sua defesa, o Fuenlabrada sustenta que não incluiu na delegação que embarcou a Corunha aqueles que tiveram diagnóstico positivo para o vírus.

Novos testes foram feitos na manhã da segunda, antes da viagem, e os resultados que apontaram novos jogadores infectados só saíram no começo da noite, pouco antes da partida no estádio Riazor.

Diante desse cenário, e com todos os envolvidos conhecedores dos casos de infecção, concluiu-se que não era seguro realizar o jogo, que foi adiado –não tendo sido ainda remarcado pela Liga Espanhola.

A Liga, aliás, também sofreu críticas do CSD, por suposta omissão –saberia dos primeiros casos positivos no Fuenlabrada desde a noite de domingo e não os levou a conhecimento do conselho.

Em comunicado, a entidade que organiza o campeonato negou falha ou descaso: “Tão logo houve a confirmação de testes positivos comunicamos as circunstâncias para todas as organizações, com lealdade e transparência”.

A federação espanhola de futebol abriu um inquérito para apurar se o Fuenlabrada descumpriu medida(s) sanitária(s). Se houver essa conclusão, o clube pode ser multado, perder pontos na tabela ou até ser r

 » Read More

No Comments
Comments to: Surto de coronavírus em time bagunça a 2ª divisão espanhola

Trending Stories

Scope of Fashion Industry Fashion has consistently been recognised to push the limits. With new ideas and trends, fashion has a focus on the future. The fashion industry will see enormous innovation in the upcoming years as modern technology, and changing customer demands and trends will transform the industry. With such stimulation and competition, the […]
close

Log In

Or with username:

Forgot password?

Don't have an account? Register

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Login