A sexta-feira (10) começou tumultuada no Barcelona. Seis dirigentes da equipe catalã anunciaram que estão de saída do clube por não concordarem com atitudes da gestão do presidente Josep Maria Bartomeu no que tange às implicações da pandemia de coronavírus e a respeito da contratação de uma empresa de mídias sociais.

Em uma carta aberta aos torcedores, dois dos quatro vice-presidentes do time, Emili Rousaud e Enrique Tombas, e os diretores Silvio Elias, Josep Pont, Jordi Calsamiglia e Maria Texidor afirmaram ter pedido demissão.

Eles criticam Bartomeu e demonstram dúvidas sobre a capacidade do conselho do clube de lidar com os problemas financeiros decorrentes do vírus, que paralisou o futebol praticamente no mundo todo. Recentemente, após uma arrastada negociação, o Barcelona entrou em acordo com seus jogadores e aplicou um corte de 70% nos salários do elenco.

Outro ponto de insatisfação dos dirigentes foi a contratação dos serviços da 13 Ventures no início do ano, uma empresa de mídia para monitorar as redes sociais da equipe da Catalunha.

“Queremos mostrar nosso descontentamento com o episódio infeliz sobre as contas de mídia social, conhecidas como ‘Barçagate', sobre as quais soubemos através da imprensa”, dizem os cartolas, que desconheciam o acordo com a companhia, no documento de saída.

A empresa e Bartomeu têm sido acusados de criar contas robôs no Twitter para atacar possíveis candidatos à presidência, ex-atletas e ex-treinad

 » Read More

close

Log In

Or with username:

Forgot password?

Don't have an account? Register

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Login