Neste domingo (16), o Flamengo teve seu direito de resposta atendido e veiculado no programa do Faustão, por uma fala do apresentador que criticava a conduta do clube com as famílias vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, em 2019.

“Ao contrário do que foi afirmado pelo referido apresentador, o Flamengo, desde o primeiro momento após a tragédia, vem buscando amenizar a dor e prestar todo o auxílio possível para os familiares das vítimas”, diz um trecho do direito de resposta, que diz que o clube arcou com custos de psicólogos e viagens para os familiares.

Segundo o Flamengo, o clube já fechou acordo de indenização com 20 das 26 famílias vítimas da tragédia. Dentre as 10 que tiveram garotos mortos no incêndio, há 4 acertos. Um deles, o de Rykelmo, é contestado na Justiça pela mãe, que reclama do valor e diz que apenas o pai concordou com os termos.

A nota flamenguista também ressalta que as seis famílias restantes recebem, mensalmente, R$ 10 mil de assistência. A pensão, no entanto, respeita uma decisão da Justiça.

O acordo entre clube e famílias é sigiloso. Conforme revelou a Folha, no contrato há uma multa de R$ 500 mil para aqueles que revelarem detalhes do acerto.

Segundo o direito de resposta do Flamengo, os valores firmados são “muito superiores aos aplicados pelos tribunais brasileiros para indenizações, de forma que demandas judiciais dificilmente concederão às famílias valores mais vantajosos”.

O texto também reitera que qualquer acordo depende não só do clube, mas também dos familiares e de seus advogados.

Antes do direito

 » Read More

close

Log In

Or with username:

Forgot password?

Don't have an account? Register

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Login