Os times da NBA estão migrando para a Flórida para a retomada dos jogos da liga, no final deste mês, e jogadores estão expressando diversas preocupações.

Eles estão preocupados com o coronavírus, e com a situação da Flórida como um dos focos da pandemia nos Estados Unidos. Estão preocupados com o isolamento na chamada “bolha” que está sendo criada no Disney World, perto de Orlando, por diversas semanas, ou mesmo meses. E estão preocupados com a possibilidade de que a retomada dos jogos desvie a atenção que vem sendo dedicada a questões de justiça social.

LeBron James, que não se pronunciou publicamente desde que os planos da liga foram formalizados, no mês passado, provavelmente compartilha de algumas dessas preocupações. Mas também está claro –ao menos para os colegas dele no Los Angeles Lakers– que ele deseja sucesso nessa retomada.

James está com 35 anos, provavelmente nos anos finais de sua melhor forma. Tem chance clara de um novo título, que seria o quarto. As circunstâncias são estranhas, mas a fome é a mesma.

“Sabemos o que está em jogo aqui, e pode ser que não voltemos a estar nessa situação”, disse o armador Danny Green na terça-feira, em uma entrevista coletiva via Zoom. “Se você tem um grupo especial de atletas, tem de aproveitar a oportunidade.”

Os Lakers, que tinham sua viagem para a Flórida marcada para a quinta-feira, esperam ficar confinados no complexo privativo da NBA no Disney World até o começo de outubro, ou seja, até a final geral da liga. Eles devem jogar o primeiro de seus oito jogos antes dos playoffs (contra o Los Angeles Clippers, outro candidato ao título) em 30 de julho, antes do início do mata-mata na metade de agosto.

Pelo menos é esse o plano. Com a disparada no número de casos de coronavírus na Flórida e um punhado de times fechando suas instalações locais de treinamento antes da viagem, a retomada da temporada é um experimento frágil. Um surto de coronavírus dentro da bolha poderia concebivelmente parar a coisa toda.

“Eu estaria mentindo se dissesse que todo mundo se sente confortável coma ideia e que não existem sentimentos negativos quanto ao que pode acontecer”, disse Jared Dudley, ala que não expressou grande empolgação com a perspectiva de passar seu 35º aniversário, na sexta-feira, em quarentena em um quarto de hotel. “Acredito que todos nós saibamos que isso é um risco.”

Durante a parada de quase quatro meses na temporada, disseram seus colegas, James se manteve em excelente condição física e ao mesmo tempo se tornou um dos líderes sociais da equipe. Em conversas com grupos de colegas, ele os informava sobre as academias de ginástica disponíveis. Ofereceu conselhos a eles sobre como usar suas vozes efetivamente em meio à inquietação civil que tomou os Estados Unidos. Mas também tentava manter um clima leve, e sustentar o senso de camaradagem do time.

“LeBron é muito brincalhão”,

 » Read More

close

Log In

Or with username:

Forgot password?

Don't have an account? Register

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Login