O Santos oficializou nesta quarta-feira (5) a demissão do técnico Jesualdo Ferreira, 74, após 15 jogos e apenas oito meses de trabalho. Com a saída do português, Cuca, que teve passagem curta pelo clube no fim de 2018, é o substituto mais cotado. As partes já iniciaram conversas.

A demissão de Jesualdo havia esfriado após o último fim de semana. Na segunda (3), os jogadores solicitaram reunião emergencial com o presidente José Carlos Peres para cobrar explicações pelas verbas que o Santos prometeu desembolsar para a permanência de Yuri Alberto, de cerca de R$ 10 milhões. O clube acumula atrasos salariais.

No dia seguinte, pelas redes sociais, o Santos anunciou que desistiu do plano de manter a jovem promessa e desejou sorte para a sequência de sua carreira no Internacional.

A saída de Jesualdo ocorreu minutos antes do treino desta quarta e causou surpresa, além de reprovação, nos jogadores pelo modo como foi conduzida. Os atletas já aguardavam em campo pelo início da atividade quando foram avisados que o trabalho seria comandado por Pablo Fernandez, técnico do sub-20.

Jesualdo e os membros de sua comissão foram avisados pelo superintendente de futebol William Thomas do desligamento, ainda no CT Rei Pelé.

A queda do técnico português acabou precipitada pela eliminação para a Ponte Preta, na última quinta-feira (30), na Vila Belmiro, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Além de Cuca, o clube já definiu como alvo a busca por um nome também experiente como substituto. A avaliação inicial da cúpula santista é de que o momento de crise interna não permite a aposta em um perfil mais jovem, com menos bagagem.

Antes da vinda de Jesualdo, os argentinos Sebástian Beccaecce, 39, e Gabriel Heinze, 42, estavam entre os favoritos. O primeiro está empregado no Racing e o segundo deixou o comando do Vélez Sarsfield em março.

A decisão pelo rompimento do vínculo com Jesualdo foi tomada após nova reunião entre o presidente José Carlos Peres e os sete membros do Comitê de Gestão do clube.

A diretoria já havia se reunido no fim de semana, mas resolveu adiar a decisão para avaliar melhor o desligamento. A equipe estreia no Campeonato Brasileiro no domingo (9), contra o Red Bull Bragantino.

Jesualdo tinha poucos defensores na Vila Belmiro. A favor da permanência do técnico português pesava a postura que adotou em não expor a diretoria em entrevistas, mesmo diante de grave dificuldade financeira e, principalmente, a contínua utilização dos jovens jogadores.

Com ele, nomes como Kaio Jorge, Arthur Gomes, Anderson Ceará, Sandry e outros passaram a ter oportunidades recorrentes na equipe principal. A última aposta foi no jovem atacante Marcos Leonardo, de 17 anos, relacionado diante da Ponte Preta.

Antes de anunciar a saída do português e de mais cinco integrantes de sua comissão técnica, a diretoria ainda ouviu o superintendente de futebol William Thomas, homem de confiança de Peres e um dos raros entusiastas pela permanência de Jesualdo.

 » Read More

close

Log In

Or with username:

Forgot password?

Don't have an account? Register

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Login