Não são apenas os torcedores que farão falta ao Colônia neste domingo (17), quando a equipe entrar em campo para enfrentar o Mainz 05, em casa, no retorno do Campeonato Alemão. Eles também sentirão a ausência de Hennes IX, o bode que é a mascote do time.

Será a primeira vez em 12 anos que o animal não estará presente no estádio para uma partida. Em 2008 seu antecessor, Hennes VIII, teve de ficar afastado por estar doente.

A regulamentação sanitária para a volta da Bundesliga é omissa no que se refere à presença de animais, mas restringe a entrada no estádio a poucos jogadores, jornalistas credenciados, médicos e integrantes das comissões técnicas. Não há espaço para o bode e seu cuidador.

O não comparecimento de Hennes IX, integrante de uma dinastia de bodes que são parte do Colônia desde a década de 1950, não é polêmica em si. A controvérsia está no retorno do futebol do país, a partir deste sábado (16), com portões fechados.

“Se não há torcida, o futebol não é nada. Passa a ser apenas um negócio. Esse retorno é apenas por causa do dinheiro da televisão, nada mais. A emoção do jogo está na presença do público e na conexão que ele tem com sua equipe. Se você tira isso, perde o sentido”, afirma Markus Sotirianos, um dos dirigentes da “Unsere Kurve”, organização que reúne torcedores de diferentes times alemães das quatro divisões principais.

A Alemanha será o primeiro campeonato nacional europeu a reiniciar desde a paralisação causada pela eclosão da pandemia de Covid-19, em março. A iniciativa será observada pelas outras ligas do continente, ansiosas por também recomeçar. Inglaterra, Espanha e Itália querem seguir pelo mesmo caminho. Portugal marcou a primeira rodada desde a paralisação para 4 de junho.

Uma das explicações da Bundesliga (apoiada pelo governo do país) é que o futebol terá a capacidade de oferecer entretenimento em um momento difícil, além de elevar o moral da população.

Não é uma explicação aceita por todos. Para organizações de torcedores, pode não passar de uma desculpa.

“Associações e clubes que geram milhões em receitas vão desaparecer por causa de uma parada de algumas semanas? Isso nos parece absurdo. É um ponto que estamos ressaltando há algum tempo. A preocupação no futebol é apenas em maximizar o lucro para poucos. A cada dia, se afasta dos torcedores mais e mais. O torcedor só é bom se serve ao seu clube, mas os interesses dele são sempre ignorados”, afirma Stephen Schell, do ProFan, outra entidade que reúne sócios de difer

 » Read More

close

Log In

Or with username:

Forgot password?

Don't have an account? Register

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.

Login